fbpx

Produzir textos que resultam em vendas e tragam engajamento é um grande desafio, isso porque temos uma grande quantidade de conteúdos disponíveis na internet. Uma boa empreendedora sabe que além de focar nas vendas, um texto atrativo faz a diferença, para despertar no público interesse pela marca.

Falando com mais clareza: ter um texto persuasivo nada mais é do que materializar momentos identificados com um propósito, que sejam inseridos no dia a dia das pessoas.

 

O que é persuadir?

Esta palavra significa convencimento. Basicamente é ter habilidade para convencer as pessoas de um determinado assunto, opinião ou objetivo. Apresenta-se as vantagens e as necessidades para que ocorra a interação, dessa forma gerando convencimento.

 

Manipulação

Segundo Gustavo Grossi, analista de Marketing na Rock Content, persuadir não é algo negativo, e se engana quem pensa desta maneira. “Na verdade, esse conceito não se confunde com manipulação, que é a habilidade de enganar e convencer as pessoas a partir de fatos mentirosos ou enviesados. A persuasão, ao contrário, tem como fundamento informações verdadeiras, ainda que polêmicas. De maneira simples e clara, persuadir não é manipular!”

 

E então, como fazer um texto persuasivo?

Aqui vão algumas dicas para aplicar nos seus textos e analisar os resultados depois.

 

1-        Título poderoso

Título não é nada fácil de fazer, você concorda? Pois bem, essa parte do texto deve ter um carinho especial, porque é o cartão de visitas, onde seu leitor bate o olho e decide se quer ou não ler o que você escreveu.

Busque usar a criatividade, diferenciar e ao mesmo tempo dar um peso e poder para ele.

Dica extra:deixe para o final.

 

2 – Mostre a necessidade

Nesta parte, é preciso envolver o leitor, mostrar um conflito relacionado ao tema e como ele irá se desenrolar, tudo isso nos primeiros parágrafos. Use argumentos antagônicos ao que você vende, mas não demore muito para começar a mostrar a solução, ok? Você pode cansar o leitor e fazer com que ele deixe de terminar a leitura.

 

3 – Solução e comprovação

Aqui, depois de gerar a necessidade de algo, mostre como ela pode ser resolvida. Sim, prove a melhor solução para àquela dor. Como seus produtos ou serviços podem ser úteis nesse caso.

Explique em que você se baseou para essa conclusão. Tenha argumentos com pesquisas, reportagens, fontes de informações e tudo que tiver usado para criar o seu texto.

Essa é uma das partes que precisa de mais atenção, use argumentos plausíveis e que sejam pouco contestáveis.

 

4 – Convencimento

Finalize seu conteúdo com comandos de ação, chamando o público para interagir, estimulando o leitor a tomar uma decisão.

Tente convencer que sua empresa tem as melhores soluções, mas faça isso sem falar em vendas, entendeu?

Gary Halbert, Jay Abraham e Frank Kern são alguns copywriters que geram bilhões de dólares em conversões usando técnicas como essas que citei acima. 

 

Madame Conteúdo

Quando eu vou criar um texto para minha empresa ou para meus clientes,  faço muita pesquisa, leio muito e começo a escrever com essas informações, montando um texto autoral que esteja alinhado com o propósito de cada negócio, ou seja, pensando no público que se quer atingir.

Os títulos eu sempre deixo por último e sabe por quê? Eu posso ler e reler o conteúdo que criei e me inspirar no que já escrevi, para dar um título que realmente chame a atenção para meu texto.

Quer saber mais? Entre em contato no privado para estudarmos juntos a comunicação da sua empresa e assim te dar dicas para deixá-la ainda mais poderosa!